A identidade culturas na pós-modernidade – Stuart Hall

A identidade cultural na pós-modernidade

Stuart Hall

 

[Primeiramente, é preciso ressaltar que Stuart Hall admite nomear a pós-modernidade como também modernidade tardia, assim como muitos outros autores. Tal observação pode ser extremamente enfadonha para alguns, mas penso ser interessante gastar algumas poucas linhas introdutórias comentando, ainda que brevemente, como nos referimos ao tempo que vivemos hoje.]

 

1. A identidade em questão

            As identidades modernas estão sendo descentradas, deslocadas os fragmentadas. O que fragmenta as paisagens culturais de classe, gênero, sexualidade, etnia… Tais transformações também estão mudando nossas identidades pessoais: deslocação do sujeito.

Stuart Hall elenca * 3 concepções de identidade

a) Sujeito do Iluminismo: a lógica racionalista (Descartes) do “penso, logo existo”.

b) Sujeito Sociológico: a identidade é formada na interação entre o eu e a sociedade. [bastante válida, não?]

c) Sujeito pós-moderno: não possui uma identidade fixa ou permanente devido à globalização.

Talvez a concepção mais interessante de identidade seja a do sujeito sociológico, pois acredita que num jogo de projeção de nós mesmos numa identidade cultural e internalização de seus significados e valores contribui para alinhar nossos sentimentos subjetivos com os lugares objetivos que ocupamos no mundo social e cultural. “Sutura o sujeito à estrutura”.

– À medida que os sistemas de significação e representação cultural se multiplicam, somos confrontados por uma multiplicidade de identidades possíveis, com cada uma das quais poderíamos nos identificar ao menos temporariamente. [crise de identidade pós-moderna, friso bem meu]

A globalização atingiu em cheio a questão das identidades culturais uma vez que possibilitou o acesso a outras culturas das quais se pode agradar e apropriar.

O que está em jogo na questão das identidades?

Uma questão política é apresentadas a título de exemplo (obiter dictum) de uma história que se passa em 1991 no governo do presidente americano Bush e sua indicação de um juiz negro conservador. Interessado em formar uma base conservadora, Bush jogou o jogo das identidades, forçando o júri branco, porém conservador (ainda que racista) a apoiar o Thomas, e os negros (ainda que liberalistas) a apoiar por uma questão de identidade racial. Classe social e sexismo (identidades) entram na questão quando o juiz é acusado de assédio sexual por uma negra pobre.

 

2. Nascimento e morte do sujeito moderno

* Sujeito cartesiano (Descartes): “cogito, ergo sum”: concepção do sujeito racionalista, pensante e consciente.

            Ao longo da história humana, muitas mudanças teóricas de concepção do sujeito humano ocorreram e, aqueles que afirmam a crise de identidade do sujeito moderno se baseiam em tal evento para justificarem-se.

5 teorias sobre o “descentramento” do sujeito

 

 

3. As culturas nacionais como comunidades imaginadas

4. Globalização

5. O global, o local e o retorno da etnia

6. Fundamentalismo, Diáspora e Hibridismo

Conclusões

O descentramento do sujeito se estende, por meio da globalização, à análise dos estudos culturais em referência à literatura. Imagino como é possível falar de uma construção de identidade cultural através da Literatura de um país que tem como livros mais vendidos (consequentemente mais lidos) Best-sellers internacionais. Sempre foi assim? Assim sempre o será? Partindo do princípio que todas as nossas escolas literárias foram oriundas quase sempre de uma inspiração intercontinental e dominante, como falar de autonomia literária. Aliás, como elencar a literatura brasileira como formadora de identidade cultural?

            Para considerarmos uma fotografia da identidade cultural brasileira na mordernidade tardia por meio da Literatura, é essencial respeitar o que Stuart Hall nomeia nação híbrido cultural. A partir desse raciocínio, torna-se fundamental ao estudo de uma formação de identidade cultural brasileira por meio da literatura, uma atenção especial à forte função de adstrato presente em nossos leitores.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: